Uso da nanotecnologia em radioterapia é tema de tese premiada pela Capes 2012

0

Trabalho de Grupo de Pesquisa da Rede Nanobiomg recebeu o Prêmio Capes de Tese 2012

Por meio da tese “Estudos in vitro e in vivo de lipossomas contendo gadolínio-159 para o tratamento do câncer”, defendida na Faculdade de Farmácia da UFMG, o pesquisador Daniel Crístian Ferreira sugeriu novo uso da nanotecnologia para o tratamento de neoplasias: a nanoestrutura seria responsável por carregar um elemento radioativo.

O estudo foi um dos cinco desenvolvidos na UFMG que venceram o Prêmio Capes de Tese 2012, que foi entregue no dia 13 dezembro de 2012, em Brasília.

O tema da pesquisa surgiu do interesse em pesquisar formas benéficas de uso da radiação e  buscar um elemento radioativo que atendesse aos fins terapêuticos do tratamento do câncer. O radioisótopo escolhido foi o gadolínio-159, devido a suas características físicas (tempo de meia vida, energia média e tipo de radiação emitida).

O trabalho foi orientado pelo Professor Dr. Gilson Andrade Ramaldes e coorientado pelos Professores Dra. Mônica Cristina de Oliveira e Dr. Valbert Nascimento Cardoso, além disso contou com a colaboração de outros membros da Rede Nanobiomg como os Pesquisadores Dra. Margareth Spangler Andrade e Dr. José Mário Carneiro Vilela.

A tese está disponível na Biblioteca Digital da UFMG, e pode ser acessada através do link: Estudos in vitro e in vivo de lipossomas contendo gadolínio-159 para o tratamento do câncer.

 

Compartilhar.

Sobre o autor

Deixar uma resposta