quem-somos

Histórico

A Rede Mineira de Pesquisas em Nanobiotecnologia – Nanobiomg, foi implantanda em dezembro de 2002,
com o apoio financeiro da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais – FAPEMIG.

Instituições

É atualmente constituída por quatro Instituições, a saber:

• A proponente, Universidade Federal de Minas Gerais;
Universidade Federal de Ouro Preto;
Centro Tecnológico Senai CETEC;
Embrapa Gado de Leite.

Coordenação

A estrutura organizacional da Rede Nanobiomg é constituída por seis membros, os quais representam as Instituições envolvidas assim como os grupos de pesquisa existentes.
Este comitê gestor da Rede tem como atribuições a tomada de decisões relativa aos projetos de pesquisa desenvolvidos, aplicação dos recursos financeiros,
gregação de novos pesquisadores à Rede e definição de estratégias para a divulgação da competência da Rede.
Atualmente, o organograma da Rede é formada pelos membros citados abaixo:
Prof. Dr. Frédéric Jean Georges Frézard (Coordenador)
Profa. Dra. Mônica Cristina de Oliveira (Vice-coordenadora)
Prof. Dr. Luiz Gonzaga Vaz Coelho
Prof. Dr. Valbert Nascimento Cardoso
Profa. Dra. Vanessa Carla Furtado Mosqueira
Dra. Margareth Spangler Andrade

Objetivos

O objetivo geral da Rede é promover a área de Nanobiotecnologia no Estado de Minas Gerais.
As linhas de pesquisa da Rede destinam-se ao desenvolvimento de processos e produtos nanobiotecnológicos para fins de aplicação terapêutica, nas áreas de doenças infecciosas, parasitárias e tratamento do câncer e de diagnóstico na identificação de tumores, processos inflamatórios e/ou infecciosos.
Desde a sua criação, a Rede tem se dedicado à execução conjunta dos projetos de pesquisa, o que vem permitindo a geração de conhecimentos científicos e de novas tecnologias com potencial para gerar novos produtos para as indústrias farmacêutica e veterinária.
Além disto, o trabalho em rede permitiu a construção racional de uma infra-estrutura de ponta em termos de equipamentos, que atenda as necessidades inerentes à atuação na área de Nanobiotecnologia.
Ressalta-se também a formação de recursos humanos na graduação e na pós-graduação através dos vários programas de pós-graduação aos quais estão vinculados os membros da Rede.

Competências e Áreas de interesse

A Rede conta com a participação de 41 pesquisadores sênior distribuidos em 6 instituições de pesquisa.