Laboratório de Pesquisa em Farmacotécnica e Tecnologia Farmacêutica

Slide1

O Laboratório de Pesquisa em Farmacotécnica e Tecnologia Farmacêutica (LTF) da Faculdade de Farmácia da UFMG desenvolve atividades de pesquisa e extensão relacionadas ao preparo de formas farmacêuticas de novos fármacos, assim como de fármacos usualmente empregados na terapêutica, visando o aprimoramento de sua eficácia, eliminação e/ou redução das reações adversas e aumento da adesão dos pacientes ao esquema terapêutico. O emprego da nanotecnologia é uma das estratégias adotadas no âmbito da pesquisa realizada no LTF, com ênfase na busca de novas formulações farmacêuticas para tratamento do câncer, doenças parasitárias e no diagnóstico de processos inflamatórios, infecciosos e câncer. A competência e experiência dos pesquisadores do LTF estão relacionadas aos estudos de preformulação de sistemas nanoestruturados lipídicos (lipossomas, nanoemulsões, nanopartículas lipídicas sólidas e micelas), envolvendo a otimização de parâmetros de seu preparo; caracterização química e físico-química e avaliações pré-clínicas relativas ao estudo de eficácia terapêutica, toxicidade e biodistribuição. Atualmente, o LTF conta com a participação de 4 (quatro) pesquisadores, 18 (dezoito) discentes de pós-graduação e 3 (três) discentes de graduação. No âmbito nacional, o LTF integra a Rede Nanobiotec/CNPq e o INCT de Nanobiotecnologia, realizando projetos juntamente com a Faculdade de Farmácia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Faculdade de Farmácia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Brasília. No âmbito internacional, o LTF possui colaboração científica com Massachusetts General Hospital, Paris Centre de Recherche Cardiovasculaire e Northeastern University.

Transferência de Tecnologia e Know-How

A UFMG realizou em 18/04/2008 o licenciamento de direito de uso exclusivo e exploração, no Brasil e no exterior, para desenvolvimento, industrialização e comercialização das tecnologias consubstanciadas nos pedidos de patentes de titularidade da UFMG, depositados no Instituto Nacional da Propriedade Industrial - INPI sob o n.º PI0306774-2 (Lipossomas pH-sensíveis de cisplatina e outros agentes antineoplásicos e seu processo de obtenção) e PI0705519-6 ( Lipossomas pH-sensíveis de cisplatina e outros agentes antineoplásicos e seu processo de obtenção). A empresa vencedora foi a Eurofarma Laboratório Ltda. Os produtos relativos a essas patentes foram desenvolvidos no LTF, sob a coordenação da Profa. Mônica Cristina de Oliveira.